Páginas

quinta-feira, 31 de maio de 2012

Biblioteca Álvaro Guerra


Ali, bem do lado de uma avenida bastante movimentada do bairro - a Avenida Pedroso de Moraes - fica a biblioteca pública Álvaro Guerra. Um refúgio gostoso em meio ao barulho e ao trânsito. Essa biblioteca, que conta com um acervo de aproximadamente 29 mil exemplares, dos quais cerca de 13 mil para adultos, 11 mil para crianças e mais de quatro mil para jovens, é muito simpática, já que além dos livros, tem também um cantinho gostoso para a leitura e um jardim muito bonito e bem cuidado.



Fui com as meninas no fim de tarde de um dia ensolarado, hora de trânsito pesado, e quase deu para esquecer as buzinas e as freadas tão tipicamente paulistanas. A gente deu uma olhada nos livros...



E elas gostaram muito de sentar nessas mesinhas especialmente dedicadas aos pequenos.


A biblioteca foi inaugurada em 1955 e em 2008 sofreu uma grande reforma. Curiosidade: Álvaro Maria d'Almada Guerra, seu patrono, nasceu em Piraí, RJ, em 1868. Foi educador, jornalista, cronista e poeta. Em 1895, mudou-se para São Paulo e teve seu trabalho como cronista e crítico literário reconhecido trabalhando no jornal O Comércio de São Paulo.

Para fazer sua matrícula, basta levar RG e comprovante de residência. A matrícula serve para todas as bibliotecas públicas da cidade. A cada retirada é possível levar até quatro livros por 14 dias, renováveis por mais 14. Dá para consultar o acervo no catálogo online do sistema municipal de bibliotecas. E quinzenalmente tem contação de histórias. Neste sábado, 02/06, às 11h, vai ter a Menina Borboleta no reino das histórias, com Tininha Calazans.

Vai lá!

Biblioteca Pública Álvaro Guerra
Rua Pedroso de Moraes, 1919.
Tel.: (11) 3031-7784

Um comentário: