Páginas

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Parque Villa-Lobos


O Outono está indo embora. Dia 23 começa a Primavera (eba!). Para comemorar, achei que estava na hora de escrever o primeiro de muitos posts sobre o Parque Villa Lobos. Por quê, né? Vamos falar a verdade: a Zona Oeste tem seu parque. Insistimos frequentemente em pegar o carro, enfrentar o trânsito e as multidões para dar uma banda no Ibirapuera porque muitas vezes vivemos em negação e esquecemos do Villa Lobos. Então, abracemos nosso parque sem medo de sermos felizes.

Quer dizer, só com um pouco de inveja talvez... e invejinha branca!



O Villa Lobos fica aqui do ladinho. De carro, são 10 minutos. Daria até para ir de bicicleta se eu fosse mais ousada e, mais importante, tivesse uma. O parque é simpático e tudo: são 732 mil m2, tem ciclovia, quadras, campos de futebol, playground e bosque com espécies nativas da Mata Atlântica. Tem até uma charmosa "Ouvillas", um espaço bacana onde as pessoas podem relaxar ao som de Heitor Villa-Lobos. E uma reprodução em grande escala de uma casa de joão de barro logo na entrada que a Isadora adora (ok, reconheço, rima infame...). Entra e sai, entra e sai, entra e sai, quase infinitamente.

E é cenário também, não poderia deixar de mencionar, de um projeto muito simpático chamado Livro de Rua. Funciona assim: em todo último domingo de cada mês são espalhados vários livros no parque. Os visitantes podem pegar, lê-los ali mesmo ou levar para casa se quiserem. A ideia é fazer os livros circularem.

Mas, não sei, tem alguma coisa no parque que ainda não pegou. Acho o espaço meio árido. Talvez as árvores ainda novas sejam a questão. Muito sol e pouca sombra em alguns lugares, diferente do Ibirapuera, um parque já maduro. Outro problema é a baixa oferta de serviços: desde comida (podia ter muitas lanchonetes, quiosques vários) ao aluguel de bicicletas - a fila é imensa!

Enfim, há muito o que melhorar, mas ter um parque perto de casa nessa cidade tão carente de verde é, sem dúvida, um privilégio!

6 comentários:

  1. Adoro o Villa Lobos! Acho que falta um tanque de areia mais sombreado pros pequenos - e tinha um, mas cimentaram!- foi uma perda e tanto, até tentei protestar mas no fim-de-semana não encontrei ninguém da administração. Mas ainda assim é um parque delicioso, e a proximidade, não tem preço.

    ResponderExcluir
  2. Lia, adoramos o parque. Concordo sobre as árvores, mas elas vão crescendo junto com nosso amor pelo local... Uma dica sobre as bikes (somos fãs): indo pela avenida do parque (não sei qual é) assim que passa a entrada prin cipal, à direita, tme um posto que aluga bicicletas com aquelas cadeirinhas de criança. No mesmo (bom) estado das outras e precinho mais camarada. Sem fila! Bjos

    ResponderExcluir
  3. Adorei a dica, Mari! Será que um dia tomo coragem e coloco a Isadora na minha "garupa"? A ver...mas obrigada pela dica! Bjs

    ResponderExcluir
  4. Nossa, Tati, cimentar o tanque de areia realmente é o fim da picada. Obrigada por passar por aqui! Bjs

    ResponderExcluir
  5. Adorei o blog, sou de Campinas e voltarei mais vezes...
    Beijos
    www.minhapequenamaria.com

    ResponderExcluir