Páginas

domingo, 28 de agosto de 2011

Vamos ao teatro?

Aqui em casa o acesso à TV é bastante restrito. Isadora começou bem tarde a assistir a alguns episódios de Charlie e Lola (que ela adora!!!!) e a alguns trechos de filmes da Disney. Sempre no computador. Depois que ela nasceu, a gente também passou a assistir bem menos TV. Então, ela não tem o costume de ver a gente vendo TV e nem de morar naquelas casas em que a TV fica meio que ligada o tempo todo.

Aos poucos, fomos expandindo o universo do que ela podia ver. Um dos desenhos incluídos no “pode” foi o Peixonauta, simpática animação brasileira que passa na TV a cabo. Ainda assim, tomamos o cuidado de gravar o desenho e depois passar para ela ver. Desse jeito, ela não fica exposta à publicidade bastante agressiva desses canais infantis. E Isadora adora ir ao teatro.

Dito isso, me pareceu um bom programa levá-la para ver Peixonauta nos palcos, peça que acabou de estrear em São Paulo. Deixamos Cecília com uma das avós e fomos os 3. A peça é bacaninha, reproduz a temática ecológica do desenho, e é bem feitinha - os personagens viraram bonecos de espuma e tecido, manipulados por atores, a sonoplastia é feita ao vivo e o cenário é bonito.

Mas, porém, contudo, entretanto…

Expõe as crianças à publicidade desnecessariamente…o que tanto tentamos evitar em casa!! Tinha lido que no saguão iam rolar umas brincadeiras antes da peça. Chegamos cedo e ficamos esperando. Qual não foi nossa surpresa ao descobrirmos que as “brincadeiras” (colocar uma “coroa” de papel na cabeça das crianças e pintar um mural) tinham tão somente a ver com os patrocinadores. Sei que patrocinadores viabilizam a coisa e tals, mas achamos completamente desnecessário! E antes de começar a peça ainda tem um filminho e embaixo de uma cadeira tinha um brinde.

Resumo da ópera: vale a pena ir, mas cheguem bem na hora para não passarem o constrangimento das “brincadeiras”!

Vai lá:

Quando: sábados, às 16h e às 18h, e domingos, às 15h e às 17h. Até 25/9

Onde: Teatro das Artes (Shopping Eldorado - av. Rebouças, 3.970; tel. 0/xx/11/3034-0075)

Quanto: de R$ 30 a R$ 60

Nenhum comentário:

Postar um comentário