Páginas

domingo, 28 de agosto de 2011

SOS calçadas

Sempre me incomodei muito com as calçadas de São Paulo. Feias, sujas e, sobretudo, muito, mas muito mal cuidadas: buracos, desníveis, degraus. Esquinas sem rebaixamento. Um horror completo. Minha birra só aumentou depois que virei mãe e me vi andando de carrinho para cima e para baixo. Tem lugares simplesmente intransitáveis que te obrigam a andar na rua (!!!!) com o carrinho. Super seguro, né?

A coisa começa toda errada porque as calçadas são responsabilidade do dono do imóvel. Aí, quem liga para arrumar e manter sua calçada? Alguns poucos proprietários. Com a coisa toda tão fragmentada, manter um padrão beira o impossível. Eu acho que as calçadas da cidade deveriam ser de responsabilidade da Prefeitura. Quando queima um poste na sua rua, tem um número para o qual você liga e rapidamente ele volta a funcionar. Com as calçadas podia ser igual: um número para você reclamar e vinham consertar.

Tem um projeto da Prefeitura chamado Passeio Livre, que parece bem intencionado até, mas que não trouxe grandes resultados até agora. Para além da Av. Paulista e da Rua Oscar Freire, me parece que mais nada foi feito.

Enfim…fica meu protesto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário