Páginas

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Praças


São Paulo não é exatamente conhecida por ser uma cidade verde. Longe disso. E quem tem filhos sabe como uma boa pracinha é um programa quebra-galho super bacana. Quem é paulistano e mora perto de praças bem cuidadas (coisa rara!) é privilegiado, sem dúvida.

A gente frequenta 3 pracinhas com as meninas: a Praça Vicentina de Carvalho (foto), a Praça das Corujas e a Praça do Pôr do Sol. Todas essas têm uma enorme vantagem sobre todas as outras: consigo, apesar das calçadas, ir de carrinho. Claro que tem outras ótimas praças pela região, mas se tem que pegar carro já desanimo um pouco. E quem é paulistano sabe que a gente faz tudo para fugir do trânsito.

A Praça das Corujas é a mais perto de casa e foi reformada há pouco tempo. Ficou muito legal. Fizeram obras não só para melhorar a circulação e atualizar o parquinho, mas também para evitar futuras enchentes do córrego que passa logo ali embaixo.

A Praça do Pôr do Sol é, sem dúvida, a mais bonita por causa da vista. Se o dia estiver bonito, o cair da tarde lá é imbatível, mas a verdade é que eu não acho a praça mais apropriada para crianças, apesar de ter brinquedos em razoável estado de conservação no parquinho. Não é muito bem cuidada no geral (muito lixo) e tem muito sobe e desce, o que é um pouco aflitivo.

A minha preferida é a Vicentina de Carvalho. Comecei a frequentar quando a Isadora tinha 6 meses e não parei mais. O parquinho não é dos mais equipados, às vezes a praça fica um matagal só (aí, só resta parar de ir até a prefeitura resolver aparar a grama), mas é a mais gostosa. É gostosa porque fica numa área só de casas, bastante calma e silenciosa. Um oásis no meio da barulheira nossa de todo dia.

Quando a Isadora ainda não andava, eu aproveitava para ficar dando voltas enquanto a pequena dormia. Era um programa legal para ela e para mim que precisava perder o peso extra da gravidez. Depois que ela passou a andar, comecei a ir no parquinho. Tenho um carinho especial por essa praça: foi nela que a Isadora fez seus primeiros amigos. É, porque a praça, além de ser um programa bacana em si, é também um importante espaço de socialização para as crianças. Das 3, é a mais frequentada pelos pequenos. Daqui a pouco a Cecília que vai começar a ir. E ainda sonho com o dia que será possível fazer o aniversário das meninas em uma delas!

E você, tem uma pracinha "preferida do mundo", como diz a Isadora?

Ah, importante: se você, como eu, acha as praças paulistanas bastante mal-conservadas de maneira geral, e quer ajudar junte-se ao Movimento Boa Praça!



Nenhum comentário:

Postar um comentário