Páginas

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

Feliz 2012!

2011 foi especial. Neste ano, nasceram Cecília e este blog e vi Isadora se transformar em uma menina. Três lindas e recompensadoras criações.

Que 2012 seja ainda melhor! Com muitos bons posts pela frente!

Queria aproveitar para agradecer cada visitante, cada comentário. E dizer que em janeiro voltamos com a nossa programação (quase) normal. Quase porque no meio do mês este blog tira mais um tantinho de férias. Mas logo, logo estaremos de volta 100%.

Lindo 2012 para todos!

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Recesso

Este blog vai ali viajar com a família e já volta. Ótimo Natal para todos (as)!

Até!

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Ateliê Sucatinha de Luxo

O Ateliê Sucatinha de Luxo  tem uma proposta muito bacana. Como o nome sugere, o espaço, comandado por Alessandra Maiello e Camila Di Giácomo, ambas formadas em artes pela Universidade Belas Artes de São Paulo, tem uma pegada ambientalmente correta. Os temas das oficinas são diversos, mas sempre existe uma preocupação com o meio-ambiente.

A música, literatura e a história da arte são usadas como meios de transmitir a conscientização a respeito da reciclagem e da responsabilidade social e ambiental de cada um. As oficinas duram, em média, duas horas e os pais deixam as crianças e voltam para buscá-las no final da aula. Há ainda oficinas para pais e filhos com uma hora de duração. Colagens, customização de peças e pintura estão entre as atividades. O Ateliê também faz festas infantis: decoração da festa, contação de histórias e oficinas de arte. Uma ou outra coisa ou tudo junto.

A boa notícia é que o Ateliê estará aberto nas férias! Gaudí e Van Gogh são a inspiração para os cursos. Vai funcionar assim:

De 16 a 20 de janeiro, acontecerá o Curso Gaudí - Tridimenscional + Mosaico. Nele, as crianças farão uma apreciação das obras do artista espanhol Antoni Gaudí, além de fazer um mini lagarto com base em sucata e papel marché e recobrir com um mosaico criativo, feito com feltro, EVA, pastilhas de vidro. Serão cinco encontros com 90 minutos de duração cada. A oficina é indicada para crianças a partir dos 4 anos de idade. Preço: R$ 350,00 por criança. Horários: das 11hs às 12hs30 e das 14hs às 15hs30.

De 23 a 27 de janeiro, acontecerá o Curso Van Gogh - Bidimensional e Tridimensional. No curso, as crianças farão uma apreciação das obras do pintor e em seguida desenho de observação e pintura em tela. Além disso, farão um girassol com base em sucata e papel marché. Serão cinco encontros com 90 minutos de duração cada. A oficina é indicada para crianças a partir dos 4 anos de idade. Preço: R$ 350,00 por criança. Horários: das 11hs às 12hs30 e das 14hs às 15hs30.

Para se inscrever, é necessário efetuar a reserva pelo email atelie@sucatinhadeluxo.com.br e pagar 50% do valor para garantir a vaga. Os 50% restantes deverão ser pagos no fim do curso escolhido. Para quem se inscrever nas duas oficinas, há um desconto especial no valor total dos cursos.

Vai lá!

Ateliê Sucatinha de Luxo
Rua Mourato Coelho, 451.
Tels.: (11) 7891-3403/9251-1363


segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Dicas virtuais para as férias

Como eu falei no primeiro post da série "Férias na Vila", não adianta a gente ficar se descabelando pensando em mil e uma atividades diferentes para nossos filhos nas férias. Pense simples. Nesse calor, armar uma piscina no quintal é diversão garantida. Também pode ser uma delícia se aventurar na cozinha com os pequenos para fazer um monte de guloseimas e se deixar "sujar" de farinha. Ou ainda, quer coisa mais gostosa do que inventar uma brincadeira nova ou ler um bom livro com seu filho?

Pois é, muitas vezes a solução está bem debaixo do nosso nariz. Ou melhor, nesse caso, atrás da tela do computador. Queria compartilhar com vocês três sites muito bacanas que podem dar muuuuito pano para a manga durante essas férias. Um é o Mapa do Brincar. O outro é O Pequeno Leitor. O terceiro é o Guia de Atividades para as Férias do Educar para Crescer.

O primeiro é fruto de uma iniciativa muito bacana da Folhinha, suplemento infantil do jornal Folha de S. Paulo. O site reúne nada mais, nada menos do que 750 brincadeiras de todo país! Tudo começou em 2009 quando crianças do Brasil todo foram convidadas a contar do que brincavam. Todo o material foi analisado por uma equipe especializada na área do brincar e agora em dezembro o site ganhou esta nova versão com um repertório de brincadeiras bastante ampliado. 132 cidades brasileiras participaram do projeto. O site é riquíssimo, além de muito inspirador. Vale muito a pena!

O segundo é O Pequeno Leitor. Dá para ler e inventar histórias, criar sua coleção, ler piadas e fazer um clube de leitura com os amigos cadastrados. O primeiro passo é fazer um cadastro, depois a criança deve criar um personagem com boca, olhos, nariz e escolher um amigo imaginário, pois é ele que vai dar dicas e guiar a criança por todas suas aventuras virtuais.

O site é cheio de histórias e é possível lê-las quantas vezes o pequeno quiser. As histórias vêm com glossário para as palavras difíceis e todas escondem surpresas. Para as crianças maiores, depois de cada história tem um quiz. Os pontos viram "tranqueiras" que podem ser trocadas na "estante de tranqueiras". Os pontos também são ganhos quando a criança lê uma história, inventa uma, guarda outra na estante, etc. As "tranqueiras" formam coleções (Encantado, Medieval, das Arábias, Cabuloso e Literário) que podem ser compartilhadas e trocadas. Uma mini-rede social infantil literária, digamos assim!

A terceira dica virtual é o Guia de Atividades para as Férias. É um calendário e todo dia tem uma dica do que fazer com os pequenos. A de hoje, por exemplo, é reforçar os laços familiares. O site sugere que mostremos aos nossos filhos do que gostávamos de brincar e cantar quando éramos crianças e que os pequenos nos contem também quais são suas brincadeiras e cantigas preferidas. Mas não é só para contar. É para brincar e cantar!

Boas dicas, não?








sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

Dicas para o finde dentro e fora da Vila

Interrompemos a série "Férias na Vila" por um bom motivo: três ótimas dicas para o final de semana!

Há pouco tempo abriu aqui na Vila uma loja muito simpática chamada Mafagafaria. São roupas descoladas de várias marcas para os pequenos. Eis que amanhã, dia 17, será promovido na loja um escambinho. Explico-me. Você vai escolher com seu filho aqueles brinquedos que estão jogados em um canto, há muito esquecidos. Aí, vocês vão levá-los à loja. E lá, vão trocá-los. O escambinho nada mais é, portanto, do que uma feira de troca de brinquedos. Super bacana a ideia, não? Ótima oportunidade para reutilizar os brinquedos e aprender a ter desapego!

Vai lá!

Mafagafaria
Rua Original, 107, das 11hs às 14hs.
Tel.: (11) 2361-0793

O Aprontando Uma faz o último piquenique do ano. Neste sábado, dia 17, a partir das 10hs. É só levar um lanchinho, uma toalha para sentar na grama e vestir seu filho com roupas que possam sujar. Vão rolar brincadeiras com tinta.

Vai lá!

Piquenique Aprontando Uma
Praça Adolfo Bloch (na Avenida Brasil esquina com a Avenida Europa)

A terceira dica é que o MIS (Museu da Imagem e do Som) faz uma maratona infantil uma vez por mês, sempre aos domingos. Agora no dia 18, das 10hs às 17hs, vai acontecer a última maratona de 2011. A programação, intensa, vai ser a seguinte:

10hs às 17hs: intervenções circenses e cama elástica com os Irmãos Marâmbio
10hs às 14hs: Projeto Asas, de Nathan Cornes
10hs às 11hs, 13hs às 14hs e das 15hs às 16hs: Oficina Construção de personagem em 3D com revistas, com a equipe Educativo MIS
11hs às 12hs e das 14hs às 15hs: contação de histórias, com Chico dos Bonecos
12 às 13hs e das 13hs às 14hs: Oficina Bicho de artista, com Katia Canton
14hs às 15hs e das 15hs às 16hs: Oficina Criação de games, com Sabrina Carmona
14hs às 16hs: Oficina de Twitter - Retuitar também é tuitar: qual conteúdo colocar na rede?
16hs às 17hs: Cine-concerto para pequenos, com Michelle Agnes, Daniel Quaranta e sua orquestra de teclados.

Classificação etária: livre, com exceção da oficina Criação de games, 10 anos.

Vai lá!

MIS
Avenida Europa, 158.
Tel.: (11) 2117-4777

quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Galpão do Circo


O Galpão do Circo existe desde 1997 e é voltado ao ensino, pesquisa e ao desenvolvimento pedagógico das artes circenses. São oferecidas aulas de: Tecido e Trapézio, Acrobacia, Acrobalance, Palhaço, Malabares, Iniciação ao Circo, Circo para Adolescentes (de 13 a 16 anos), Circo para Pré-Adolescentes (de 10 a 12 anos), Circo para Crianças (de 6 a 9 anos) e Aventuras Acrobáticas do Baú Encantado (de 4 a 9 anos), que alia atividades físicas e artísticas por meio de histórias e elementos naturais.

Este último curso, destinado aos pequenos, durante as férias de janeiro e julho acontece de forma intensiva, com duração de uma semana. Do velho baú encantado saem histórias narradas pelos professores.

Para os menorzinhos (de 3 a 6 anos) tem o Brincando com Histórias, que integra circo, teatro, música e artes plásticas também por meio da narração de histórias. Durante as aulas, objetos encantados ganham vida por meio de cantigas, brincadeiras da tradição popular, atividades circenses e ateliês de artes.


Para as crianças, a programação em janeiro vai ser a seguinte:

09 a 12 de janeiro
Aventuras Acrobáticas do Baú Encantado
4 a 6 anos: das 9hs30 às 12hs.
6 a 9 anos: das 14hs às 16hs30

16 a 19 de janeiro
Brincando com Histórias (aula de 90 minutos de duração)
3 anos: das 10hs às 11hs30; das 1430 às 16hs e das 16hs30 às 18hs.

23 e 24/26 e 27 de janeiro

Aventuras Acrobáticas do Baú Encantado
4 a 6 anos: das 9hs30 às 12hs.
6 a 9 anos: das 14hs às 16hs30

Custo: R$ 250 por semana (4 aulas)

Vai lá!

Galpão do Circo
Rua Girassol, 323.
Tel.: (11) 3812-1676/3815-6147






quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Kinderplay

Quer dar um toque internacional nas férias do seu pequeno? O blog tem uma boa dica: Kinderplay, uma brinquedoteca bilíngue, onde seu filho brinca e, de quebra, aprende inglês.

Conversando com a dona do espaço, Daniela Grinberg, ela me explicou que o objetivo primeiro é que as crianças brinquem. O inglês, falado durante todas as atividades, é um bônus. Ela me contou que rapidamente as crianças começam a entender os comandos em inglês. A fala, é claro, demora um pouco mais. Perguntei para ela quanto tempo, em média, levava para a criança começar a falar em inglês, mas ela disse que isso varia muito dependendo da escola que frequenta (bilíngue ou não), do contexto familiar e do tempo que passa no Kinderplay.

O espaço funciona da seguinte forma:

Play Group: para crianças de 3 a 10 anos. Nos play groups, há uma ou duas sessões com duas horas por semana. Durante cada sessão, as crianças passam aproximadamente 40 minutos em cada um dos três espaços: o Art Room (ateliê de artes e área de atividades sensoriais como água e areia), o Romper Room (desenvolvimento motor) e o Fantasy Room (faz-de-conta, cantinho da leitura e brinquedos educacionais). Embora a rotina varie um pouco, Daniela me explicou que as sessões sempre terão uma mistura de atividades livres e dirigidas e incluirão movimento, música, criatividade, faz-de-conta e histórias.

Mommy & Me: para crianças de 1 a 2 anos junto com suas mães. O programa, baseado no movimento, música e artes, tem sessões de uma hora duas vezes por semana. Segundo Daniela, o objetivo é fortalecer os laços afetivos entre as mães e seus bebês e estimular a aquisição de outro idioma desde cedo.

O Kinderplay vai funcionar até dia 23/12 e retomar as atividades no dia 09/01. Para as férias, existe a possibilidade de comprar Play Groups avulsos (2 horas por sessão). O esquema é o seguinte:

1 sessão: R$ 85
5 sessões (10% de desconto): R$ 385
10 sessões (20% de desconto): R$ 690
20 sessões (30% de desconto): R$ 1.200
50 sessões (40% de desconto): R$ 2.550

Vai lá!

Kinderplay
Rua das Tabocas, 110.
Tel.: (11) 3294-1374






Imagens do Art Room

Lá em cima, o Fantasy Room







terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Ateliê Artes e Movimento



Com tintas naturais - a rosa, por exemplo, é feita com iogurte e beterraba, entre outros ingredientes - Isadora fez este desenho num espaço novo que fomos conhecer na semana passada: o Ateliê Artes e Movimento. Sua dona, Suzana Soares, que gentilmente nos recebeu para explicar a proposta do lugar, também faz gizes, lápis e massinha a partir de elementos naturais como cascas de árvores, folhas, frutos, raízes, terras e areias. Olhem só parte da sua pesquisa:



Formada em Comunicação Social, com pós-graduação no ISE (Instituto Superior de Educação) em educação infantil, Suzana me contou que o Ateliê trabalha a conscientização corporal aliada ao ensino de artes.

O espaço vai oferecer cursos de férias para crianças a partir de 3 anos. No programa, oficinas de yoga e conscientização corporal, pintura com tintas naturais, desenhos, argila, colagens e muitas brincadeiras. São três horas diárias e as crianças ainda participam da feitura do pão integral do lanche que também é composto por suco de fruta, bolo ou pipoca. Os módulos semanais vão funcionar da seguinte maneira:

1º grupo: semana de 09 a 13 de janeiro, das 15hs às 18hs.
2º grupo: semana de 16 a 20 de janeiro, das 9hs às 12hs.
3º grupo: semana de 23 a 27 de janeiro, das 15hs às 18hs.

Custo: R$ 280,00 por semana.

O que eu achei bem bacana, além de toda a proposta do espaço, é que o Ateliê oferece também oficinas para bebês de 1 e 2 anos. Quem é mãe sabe como é difícil achar atividades voltadas especificamente para essa faixa etária. Para os pequenininhos, vai ter oficina de arte com materiais naturais (massinha, tintas e gizes). Importante: os bebês, é claro, devem estar acompanhados de um cuidador, seja ele mãe, pai, avô, avó, tia ou babá.

As aulas serão às quintas-feiras, dias 12 e 26 de janeiro, das 9hs30 às 10hs30, e dia 19, das 16hs às 17hs.

Custo: R$ 180,00 pelas três aulas.

Vai lá!

Ateliê Artes e Movimento
Rua João Batista Leme da Silva, 54. (Só fique atento para não passar porque não há placa, é uma casa comum).
Inscrições: suzanasoares@uol.com.br
Tel.: (11) 8226-9793 (Suzana)

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Aprontando Uma

O Aprontando Uma, sobre o qual já falei aqui vai dar uma mão para a gente entreter nossos pequenos durante as férias. Mais uma vez recomendo este lugar porque realmente gosto muito de lá. É uma casa que oferece brincadeiras das mais diversas para crianças de 0 a 5 anos. Tem um clima leve e descontraído.

A proposta é desenvolver brincando. Oficinas de arte, de musicalização, de culinária, contação de histórias, capoeira e tai chi chuan com fantoches para as crianças e com elas são algumas das atividades oferecidas. De vez em quando, vou com as meninas e nos divertimos bastante!

A casa estará aberta até 23/12 e retoma as atividades em 09/01. A opção mais completa é a mensalidade de R$ 1.100,00 para visitas de meio-período, todos os dias, de segunda a sexta.

Também existe a possibilidade de compra de pacotes por horas, que funciona assim:

4 horas: R$ 190,00
8 horas: R$ 330,00
12 horas: R$ 450,00
20 horas: R$ 660,00
30 horas: 930,00
40 horas: R$ 1.150,00

Para os pequenos que já andam você ainda pode comprar períodos de 3 horas por dia:

1x semana: R$ 580,00
2x semana: R$ 710,00
3x semana: R$ 840,00
4x semana: R$ 970,00
5x semana: R$ 1.100,00

Para essas férias, o Aprontando preparou uma promoção por semana, meio-período. Cada semana sai por R$ 350,00, incluindo material e todas as atividades infantis.

Vai lá!

Aprontando Uma
Rua Simão Álvares, 951.
Tel.: (11) 2855-9129




sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

Livraria da Vila

As férias se aproximam e uma pergunta ronda nossa cabeça: e agora? O que fazer com as crianças?

Bom, para tentar ajudar a dar algumas ideias, hoje começo aqui no blog uma série de posts com dicas do que fazer com os pequenos durante as férias aqui na Vila Madalena e região.

Mas antes de entrarmos no assunto propriamente dito, e antes de você se descabelar e achar que tem que ser super criativa e ficar inventando mil e uma atividades para entreter o pequeno, só queria relembrar um trecho de um texto da Rosely Sayão, psicóloga especializada em educação que já escreveu muitos livros sobre o assunto e tem uma (ótima) coluna semanal no caderno Equilíbrio do jornal Folha de São Paulo. Eu, particularmente, sou fã dela.

"... Mas a melhor estratégia é a do simples convívio. Compartilhar com os filhos o entusiasmo por determinadas atividades corriqueiras pode ser uma bela herança, a mais significativa de todas.

A transmissão de pequenas habilidades: deixar a criança ajudar na cozinha ou na organização da casa, cuidar das plantas, contar para ela os casos dos antepassados, ou apenas passar o tempo juntos. O convívio com os filhos pode ser bem mais simples quando há espaço na vida dos pais para eles."

"E agora, o que faço com essa criança?", publicado no caderno Equilíbrio da Folha de S. Paulo no dia 28/06/2011. O resto do texto está aqui, mas o link só funciona para assinantes. Ah, o texto também foi recentemente lembrado por Roberta Lippi, do blog Projetinho de Vida.

Dado o toque, vamos às dicas?

...



A Livraria da Vila é sempre ótima pedida nas férias. Em dias "normais" eles sempre têm alguma atividade nos finais de semana para os pequenos (contação de histórias, pocket shows, lançamentos de livross e oficinas de artes e de música, por exemplo), mas nas férias, é bom ficar de olho porque essas atividades são quase diárias.

Para ver o que vai rolar, basta clicar aqui. A programação de janeiro ainda não saiu, mas é bom ficar atento que tem sempre coisa interessante.

Ah, outra coisa! Se bater uma fominha, sem problemas. No fundo da livraria tem um café Santo Grão muito simpático. Dá para tomar um lanche gostoso com os pequenos.



Vai lá!

Livraria da Vila
Rua Fradique Coutinho, 915.
Tel.: (11) 3814-5811

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

Yoga com bebês

Yoga ou iôga, hein? No meu tempo era yoga mesmo, mas tanto faz!

O que importa é que tem lugares onde é possível fazer yoga com seus filhos. Dá para você curtir seu bebê, fazer um exercício (coisa mais que bem-vinda no pós-parto, né?) e ainda conhecer outras mães para bater um papo (outra coisa extremamente salutar no pós-parto!). Ou seja, tudo de bom!

Na verdade dá para fazer com bebê fora da barriga e com bebê dentro da barriga. Eu fiz grávida da Cecília e gostei muito. Sempre, antes da aula propriamente dita, rolava uma conversa entre mulheres/mães. E isso é sempre muito bacana. Grávida tem um monte de dúvida. É ótimo encontrar outras grávidas e compartilhar os dilemas.

Depois que a gente vira mãe, então, nossa..! É muita dúvida, né? "Seu bebê já come? Gosta? Como você faz papinhas? Como é o sono dele? Já engatinha? Ah, que legal...". Fora essa troca que é muito boa, é importante ter um motivo para sair do casulo. Sabemos bem como são os primeiros meses com um bebê. Quase hibernamos. A yoga te obriga a sair de casa, o que é maravilhoso. E, para além de tudo isso, tem os benefícios físicos do exercício para a mãe e o vínculo que se cria com o bebê.

Está esperando o quê? Vai lá!

Gama (Grupo de Apoio à Maternidade Ativa)
Rua Natingui, 380.
Tel.: (11) 7153-5808 (Cristina Balzano)



terça-feira, 6 de dezembro de 2011

Julice


Recentemente, a Julice abriu as portas e a vida no bairro mudou. Para melhor. Muito melhor. Não é uma padaria comum. Não vende leite, frios, revistas e jornais, sucos em caixinha, cereal matinal, sorvetes e refrigerantes. Vende pão. Pão da melhor qualidade.

Tem baguette, pão bolinha, ciabatta, croissant (e que croissant, uh lá lá), pão de campanha, pão de azeite, pão de milho, pão de cerveja Guinness, pão de calabresa e vinho Beaujolais, pão de figo seco e provolone, pão de nozes pecan, pão de linhaça e castanha do Pará, pão de ameixa e chocolate (de comer de joelhos!), brioche de goiabada, pão de chocolate meio amargo...bom, eu podia ficar fazendo aqui uma lista quase interminável de delícias. Para lidar com tanta variedade, eu adoto uma estratégia: cada vez que vou lá, tento comprar um pão diferente para ir experimentando todos! E para as crianças ainda tem pães em forma de tartaruga e jacaré que fazem o maior sucesso! Ah, e ainda tem geléias de combinações pitorescas e maravilhosas.

Tomar café da manhã na Julice é um programa ótimo para a família toda. O lugar é uma graça e a comida, como já deve ter ficado claro, é da melhor qualidade. No café da manhã, por exemplo, você pode optar por um dos quatro kits disponíveis. Pães, manteiga, mamão, suco de laranja, bolo, geléias e bebida quente é um exemplo. Com um cardápio que inclui ainda quiches, sanduíches, crepes, sopas e saladas, a boulangerie é também ótima pedida para almoços e jantares. Programa para grandes e pequenos serem felizes!

Ah, só um aviso: não à toa, o lugar costuma ficar lotado. Então, tente chegar cedo, ou vá munido de paciência e distração para os pequenos para esperar na fila.

Já deu água na boca? Então, vai lá!

Rua Deputado Lacerda Franco, 536.
Tel.: (11) 3097-9144

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Dicas para o finde dentro e fora da Vila

Hoje, são três as minhas dicas para o fim de semana que se aproxima!

O sucesso da primera edição paulistana do Sambebê foi tão grande que neste sábado, dia 03/12, o samba para bebês, mães e pais vai rolar de novo!

Desta vez, a música vai ficar a cargo de Lu Horta, compositora e uma das integrantes dos Barbatuques.

A programação vai ser a seguinte:
14hs: Abertura e degustação de papinha orgânica com Empório da Papinha
14hs20: Yoga com Marcelly Ribeiro (fiz yoga com ela quando estava grávida da Cecília e super recomendo!)
15hs: Musicalização e oficina de percussão corporal para a família com Flávia Maia
16hs: Show de Lu Horta
17hs: Sorteio de brindes
Durante todo o evento: Slingada com Sampa Sling

Vai lá!

Dia 03/12, às 14hs. Início do show às 16hs.
Couvert: R$ 25,00 (crianças até 6 anos não pagam)
Rua Belmiro Braga, 119.

O Palavra Cantada está lançando o DVD e Blue-ray 3D do show Brincadeiras Musicais. Serão alguns eventos como uma apresentação no Sesc Pompeia neste domingo, dia 04, cujos ingressos mal foram postos à venda e já estão esgotados. Se você, assim como eu, não foi rápido o suficiente, ainda tem uma outra chance de assisti-los aqui pelas bandas da Zona Oeste de São Paulo. A dupla faz um pocket show neste sábado, dia 03, na Fnac Pinheiros, às 11hs.

Vai lá!

Dia 03/12, às 11hs.
Fnac Pinheiros
Praça dos Omaguás, 34.
Gratuito

A terceira dica é o teatro para bebês. Vou confessar que não tenho tido disposição interna para ir tão longe da minha casa, mas eu tenho lido críticas super positivas a respeito e, por isso, dou a dica aqui.

O Grupo Sobrevento inventou essa nova modalidade e criou duas peças - Bailarina e Meu Jardim - especialmente para bebês entre 0 e 3 anos. Elas ficarão em cartaz até o fim do ano. As sessões têm ficado lotadas, então, a dica é fazer reserva com antecedência. Leia mais sobre as peças aqui. Eu gostaria muito de levar minhas filhas porque parece que, de fato, são belíssimas. Vamos ver se encontro tempo e disposição!

Vai lá!

Espaço Sobrevento: Rua Coronel Albino Barão, 42, a duas quadras do Metrô Bresser.
Bailarina: Sábados e domingos, às 10hs.
Meu jardim: Sábados e domingos, às 11hs.
Informações e reservas: (11) 3399-3859 ou (11) 5434-0434.
Duração dos espetáculos: 30 a 40 minutos.
Prioridade de entrada: 1 bebê e 1 acompanhante.
Disponibilidade de lugares: 35 bebês e 35 acompanhantes.
Retirada de ingressos: 30 minutos antes de cada sessão. As reservas caem 10 minutos antes de cada sessão. Entrada franca.


quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Agradecimento

Assim meio despretensiosamente, comecei este blog há alguns meses e eis que hoje, para minha grata surpresa, chegamos (e já passamos!) as 5 mil visitas. Sei que para muitos esse número não é nada, mas para mim é muito e eu gostaria de agradecer com carinho a cada pessoa que passa por aqui.

Que venham muitos outros posts e muitas outras visitas!

Obrigada!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Bazar



Nessa época do ano, ir a um bazar e conseguir resolver, pelo menos, parte das suas compras de Natal é o máximo, né? Quanto menos tempo no shopping, melhor!

Eis que a Panacéia (eu já falei várias vezes dessa loja aqui no blog, adoro!) está fazendo um bazar bem bacana. Tem coisas para grandes e pequenos.

Para os grandes, tem várias bijouterias bem lindas, joias, cerâmicas, acessórios mil, arte em papelaria e coisinhas cheirosas para casa como aromatizadores.

Para os pequenos, os kits cozinha lindíssimos da A de Aurélia (Isadora tem bule, xícaras, panelas, pratos e adoramos!), brinquedos, bonecas, joias infantis, essas porcelanas coloridas da foto que ilustra esse post (essa é para grandes e pequenos!), roupas e o próprio trabalho da Panacéia de tear e patchwork (colchas, lençóis, toalhas, tapetes - um mais lindo que o outro!).

Vai lá!

Até 23/12
Segunda a sexta, das 10hs às 20hs
Sábado, das 10hs às 19hs
Domingo, das 12hs às 17hs
Rua Delfina, 91
Tel.: (11) 3814-0234

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Dança Materna

Quando a Isadora era pequenininha comecei a dançar com ela. Colocava-a no sling ou canguru e a gente se divertia juntas dando uns rodopios por aí. Ela cresceu e começou a ficar grande demais para nossos rodopios conjuntos. Além disso, eu já não encontrava horário compatível com sua escola e sonecas para nossas aulas de dança. Então, paramos. Mas dançamos juntas por muitos meses e era delicioso. Delicioso pelo momento de cumplicidade e também delicioso porque encontrava outras mães, conversava, compartilhava histórias e experiências.

Quem faz esse belíssimo trabalho é a bailarina, coreógrafa, prepadora corporal e professora de dança, Tatiana Tardioli. Ela dá aulas para gestantes e mães e bebês de colo, engatinhantes e andantes e eu super recomendo. Na Vila Madalena, as aulas têm sido dadas no Aprontando Uma.

Para saber como achá-la, veja aqui.

Vai lá!


sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Dicas para o finde dentro e fora da Vila

Sexta-feira, dia de dar dicas para o fim de semana que se aproxima! Hoje, tenho quatro.

São elas:

Dias 24, 25, 26 e 27/11, das 11hs às 20hs: Bazar da Praça. Se você, assim como eu, quer fugir dos shoppings nessa época do ano, uma ótima alternativa são os bazares. Este parece imperdível. Reúne um monte de marcas descoladas. Com certeza você vai conseguir resolver o presente de Natal de todo mundo! E pensa que é só programa para adultos? Que nada! A Casa Dez Festas Feitas a Mão estará lá para também garantir a diversão dos pequenos. Serão diversas oficinas (customização de ecobags e enfeites de Natal) todos os dias às 11hs, 14hs e 18hs. O Bazar rola na Rua Iramaia, 105.

Dia 26/11, das 11hs às 13hs: Oficina de boneca de pano na loja Kalambola Kids. A ideia é que as crianças façam sua própria boneca. São apenas 12 vagas e é preciso reservar. Tel.: (11) 3097-9887. Rua Wisard, 287.

Dia 26/11: piquenique do Aprontando Uma. A partir das 10hs, na Praça Adolfo Bloch, na esquina da Avenida Brasil e a Rua Colômbia. Leve sua comidinha predileta, suco e uma canga para estender na grama. Para os pequenos, vai ter capoeira e brincadeiras de roda. E o melhor: é gratuito!

Dia 27/11, das 8hs às 13hs. No último domingo de cada mês, a Fazenda São José promove um café da manhã ecológico. São produtos próprios e orgânicos. Depois, ainda rolam caminhadas pelo pomar, trilhas na mata, visitas ao lago com possibilidade de pescaria e passeios de charrete. Fica a cerca de 2 horas de São Paulo e custa R$ 25 por pessoa (crianças até 12 anos não pagam). Para reservar sua vaga, ligue para (19) 3896-7112. Eu vou tentar ir neste domingo pela primeira vez. Se der certo, depois conto por aqui como foi!

Aproveitem e até segunda!

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

Obax


Comprei este livro porque gostei da capa e do título. Só depois descobri que ele havia ganhado o Prêmio Jabuti deste ano. Que grata surpresa! A história é linda e muito poética e os desenhos são de uma beleza e delicadeza ímpar. Obax, a garotinha da história, significa "flor".

André Neves, o escritor e ilustrador do livro, nos conta que fez uma grande pesquisa sobre o oeste africano e Obax é o resultado da mistura de referências da Nigéria, Costa do Marfim, Senegal, Mauritânia, Mali, entre outros países. Neles, ainda existem aldeias praticamente isoladas onde os costumes são ressaltados, sobretudo, nas manifestações artísticas. As mulheres das tribos usam lama e pigmentos naturais feitos a partir de plantas colhidas na região em que moram. Suas casas, roupas e objetos de cerâmica são uma explosão de cores, apesar da aridez da paisagem.

Numa dessas aldeias mora Obax, uma menininha com uma imaginação que voava longe. Seu passatempo preferido era inventar histórias. Viajamos junto com Obax nas suas fantasias e aproveitamos para apresentar a África aos pequenos de maneira muito lúdica.

Super recomendo a leitura!

terça-feira, 22 de novembro de 2011

Chaplin e Steve McCurry



Eis que a chuva deu uma trégua naquele feriado, bem como minha birra e consegui colocar meu plano em prática: finalmente ir ao Instituto Tomie Ohtake. E foi ótimo! Isadora precisava sair de casa e gastar energia urgentemente! E vimos coisas lindas, que super recomendo tanto para grandes como para pequenos.

A primeira foi uma exposição do fotógrafo americano Steve McCurry (o autor desta bela e famosa imagem). As fotos são absolutamente impressionantes e impactantes. A exposição, Alma Revelada, traz fotos desde os trágicos ataques de 11 de setembro até festividades religiosas orientais. Tem também pesadas fotos de zonas de guerra contemporâneas e lindos retratos individuais que nos mostram de forma simples e bela como a humanidade é diversa e rica.

McCurry, há décadas, percorre o mundo munido com sua máquina e os rolos de filme Kodachrome, que começou a ser produzido pela Kodak a partir de 1935 e virou o xodó dos fotógrafos por sua altíssima qualidade de reprodução das cores. De fato, eu, antes de ler um pouco mais sobre o filme, fiquei me perguntando se as fotos não haviam sido manipuladas porque as cores são absurdamente fortes. Na exposição está também a série que McCurry fotografou com o último rolo de Kodachrome (a Kodak não mais produz esse filme) jamais feito.

A segunda foi uma exposição sobre Charles Chaplin. Esta Isadora adorou! Sentou para ver os filmes e riu com as trapalhadas do ator/comediante/dançarino/roteirista/diretor/produtor e músico britânico. O material (filmes, cartazes, manuscritos e muitas e muitas fotos), diretamente recolhido do acervo familiar, é bastante rico e vale ser visto.

Vai lá!

Steve McCurry: até 29/01
Charles Chaplin: até 27/11
Terça a domingo, das 11hs às 20hs. Entrada gratuita.
Av. Faria Lima, 201 (entrada pela Rua Coropés).
Tel.: (11) 2245-1937

sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Minha Mãe que Disse

Hoje eu não estou aqui porque estou no Minha Mãe que Disse com um texto que não tem nada a ver com o assunto deste blog, mas que tem tudo a ver com a maternidade.

Vai !

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

Olafur no Sesc Pompeia


Eu adoro o Sesc Pompeia. Adoro o prédio, adoro as atividades, adoro a atmosfera. Realmente, adoro (já falei isso??). Aliás, todos os Sescs são bacanas, mas o da Pompeia é o mais perto de casa. Apesar disso, com a correria do dia a dia, vou muito menos do que gostaria. (Nota mental: fazer um post só sobre o Sesc, o que tem para fazer lá, o que oferece...).

Hoje, queria falar sobre uma exposição que está rolando lá: a do artista dinamarco-islandês Olafur Eliasson, que faz parte da 17º Festival Internacional de Arte Contemporânea. A ideia era que o artista, que  faz sua primeira mostra individual na América Latina, produzisse algumas obras em resposta aos estímulos provocados pela cidade de São Paulo.

São trabalhos que convidam o público a experimentar a percepção de cor, orientação espacial e outras formas de envolvimento com a realidade. É um conjunto de obras que envolve cor, luz e fumaça e transforma o espaço em um labirinto de experiências sensoriais, como explica o site do Sesc.

Confesso que não fiquei muito tocada pela obra. Isadora mal entrou e já quis sair da sala do fumacê, o que prejudicou um tanto a coisa da fruição da experiência sensorial. Ela se interessou mais em ficar lendo livros num espaço especialmente dedicado à leitura dos pequenos com estantes baixas e chão acolchoado.

Mas, porém, contudo, entretanto...uma ida ao Sesc sempre vale a pena!

Para quem quiser ir:

Olafur Eliasson - Seu corpo da obra
Até 29/01
Terça a sábado, das 9hs30 às 21hs. Domingo e feriado, das 9hs30 às 20hs.
Rua Clélia, 93.
Tel.: (11) 3871-7700

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Varekai


Cirque du Soleil na cidade. Isadora nunca havia ido ao circo. Juntamos a fome com a vontade de comer e resolvemos apresentar o mundo circense à pequena em grande estilo. Eu sei, eu sei. Os ingressos beiram a insanidade de caros. Mas posso falar? Vale a pena! Pelo menos uma vez na vida, vale a pena ver o que o corpo humano é capaz de fazer. Porque, de fato, eles são incríveis.

Achamos que Isadora não ia aguentar (o espetáculo tem 2 horas com um intervalo de 25 minutos), que podia ficar com um pouco de medo das fantasias, dos escuros, então, fomos preparados para ir embora antes do final se necessário. Que nada! A pequena ficou hipnotizada quase o tempo todo e adorou! Não só ela. Seus pais também! Eu já havia visto outros dois espetáculos deles (não vou me lembrar quais), mas o marido e Isadora não. Os malabaristas, os equilibristas, os trapezistas...tudo é espetacular. Enorme precisão, corpos elásticos trabalhados ao seu limite, cenário e figurinos criativos e coloridos. Foi muito legal levar a Isadora e ver seus olhinhos brilharem com tudo o que estava vendo. Quem sabe na próxima temporada no Brasil, já dá para levar a Cecília também, que, desta vez, ficou em casa.

Não sei se ainda tem ingressos para a temporada em São Paulo, que vai até o fim deste mês (27/11), mas se tiver, não perca!

Informações aqui.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

Saída frustrada


Feriado com chuva. Muita chuva. Duas crianças em casa. Marido viajando a trabalho. Vamos passear um pouquinho, né? Então, vamos. Pega as crianças, toda tralha, guarda-chuva, consegue colocar todo mundo no carro sem ficar (muito) ensopada. Tudo pronto, vamos. Onde? Ah, no Instituto Tomie Ohtake, onde está rolando uma exposição sobre o Chaplin que parece bacana e onde tem um restaurante onde grandes e pequenos podem ser felizes.

Já falei sobre o Instituto aqui. Gostamos muito de lá. Sempre tem coisas interessantes para ver e uma comidinha boa. Em dias de chuva, então, é ótima alternativa aos infernais shoppings (corra deles em feriados chuvosos pré-Natal!).

Parar lá perto é chato, então, usamos o estacionamento deles. Normalmente, você chega, entrega seu carro e entra. Mas hoje chovia cântaros na hora do almoço. Entrei no estacionamento subterrâneo para poder sair com as meninas sem pegar chuva. Estacionamos, mas aí, tínhamos duas alternativas: ou subir 3 lances de escada (o que não seria um problema se não tivéssemos um carrinho a tiracolo) ou subir pelo elevador que a segurança simplesmente não nos autorizou pegar.

Instituto, que tal colaborar com as pessoas que vão até você em dias chuvosos com crianças? Vamos orientar os seguranças de que ok, eles podem sim, liberar o acesso aos elevadores? Por sua atenção, meu muito obrigada.

(Para quem ficou curioso: demos meia volta e rumamos de novo para casa)

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

Baby Boom

Acho que virou moda. Depois do Sambebê, vai rolar também aqui na Vila mais uma baladinha para pais e filhos. Mas desta vez a pegada é rock'n'roll. Confesso que não é muito a vibe desta matriarca que vos fala, mas não posso deixar de dar a dica para quem gosta.

A festa, batizada de Baby Boom, foi criada por um pai carioca em janeiro deste ano para lutar contra o encaretamento precoce de milhares de mães e pais espalhados por aí. Rapidamente as matinês, que estão na quinta edição e rolam na Casa da Matriz, no Rio, viraram um sucesso. E agora, a festa chega em São Paulo. Aqui vai ser no Centro Cultural Rio Verde, o mesmo que abrigou o Sambebê.

Dia 13/11, das 17hs às 22hs.
Djs Fábio Maia (RJ) e Don KB.
Centro Cultural Rio Verde
Rua Belmiro Braga, 181.
R$ 20 (crianças não pagam e só podem entrar acompanhadas pelos responsáveis).





terça-feira, 8 de novembro de 2011

Pet Zoo


Domingo de manhã, sol, família pronta para sair. Não tem muita dúvida, né? Clube! Mas neste domingo, perguntada se queria ir ao clube (a resposta é sempre enfaticamente positiva), Isadora respondeu muito madura e objetivamente: "Não. Quero ir na fazenda ver bichos". Pedido feito, pedido realizado. E lá fomos nós atrás de uma "fazenda".

Por indicação de amigos fomos ao Pet Zoo, uma fazendinha a cerca de 40 km de São Paulo. Fácil de chegar, fácil de achar. Logo que chegamos, nos juntamos a um grupo pequeno de pais e crianças pois a visita é guiada por monitores. Eles falam um pouco sobre os bichos e são, digamos assim, intermediários na relação das crianças com os bichos, que são bastante mansos e podem ser acariciados e alimentados (para isso, você compra um saquinho de ração logo na entrada). São patos, marrecos, cabras, touro, búfalo, pavão, porcos, galinha, peru, ovelhas, lhamas, bezerros, vaca, entre outros. Isadora foi bastante destemida e quis dar ração para vários deles.

O ponto alto do programa foi a visita ao berçário, onde ficam os bichos recém-nascidos. Coelhinhos, patinhos, pintinhos, todos filhotinhos e muito fofinhos. As crianças se sentam em roda e a monitora traz os bichinhos para elas verem e pegarem na mão. Isadora adorou! Ela ainda tirou leite da vaca e andou a cavalo e de charrete.

Bateu uma fominha? Sem problemas. Lá tem um restaurante com forno a lenha e uma comidinha caseira bem gostosinha. A programação ia longe: de tarde ia rolar uma oficina de culinária (as crianças iam fazer pão) e uma visita à horta, mas Isadora já dava sinais de cansaço (ela ainda dorme depois do almoço) e decidimos ir embora. Ótimo programa!

Vai lá!

Estrada de Caucaia do Alto (altura do km 39 da Raposo Tavares), 4101, Cotia
Tels.: (11) 4158-1664/4473
Preços: R$ 25 por adulto e por criança entre 2 e 12 anos (menores de 2 anos e maiores de 60 anos não pagam). O almoço é cobrado à parte.


terça-feira, 1 de novembro de 2011

As melhores histórias de todos os tempos


Que primavera estranha, né? Dias ensolarados e quentíssimos se alternam com dias chuvosos e friozinhos. Para estes, nada mais gostoso do que ficar em casa lendo livros com os pequenos, não? Por isso, passo aqui de novo para recomendar mais um livro da biblioteca das minhas filhas.

O livro As melhores histórias de todos os tempos é uma delícia. Muito bem ilustrado por Maria Eugenia, ele reúne 20 histórias clássicas da literatura infantil universal. Chapeuzinho Vermelho, Rapunzel, Os Três Porquinhos, A Festa no Céu, Dona Baratinha, Branca de Neve, João e Maria, O Mágico de Oz, Aladim, A Gata Borralheira... Está tudo lá. Além das belas ilustrações que prendem a atenção das crianças, as histórias têm o tamanho perfeito - nem muito pequenas, nem muito grandes. Isadora, que adora seus livrinhos, nunca se contenta com uma história só. Perfeito também para ler antes de dormir.

Os contos, baseados nas narrativas dos irmãos Grimm, de Andersen e outros autores consagrados da literatura infantil mundial, foram adaptados por Lidia Chaib e Mônica Rodrigues da Costa.

Super recomendo!

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Sambebê

Neste domingo, vai rolar um programa bem bacana aqui na Vila!

O projeto Sambebê, que já aconteceu no Rio de Janeiro, chega finalmente a São Paulo. A ideia é promover shows de samba e música brasileira para mães e pais de bebês e crianças pequenas. Tudo é preparado especialmente para eles: tapetinhos no chão com brinquedos e trocador disponível. Não pode fumar lá dentro e o som é mais baixo que em shows regulares.

Além da apresentação musical, que vai ficar a cargo da cantora Graça Cunha, vai ter degustação de papinhas orgânicas e chás, massagem relaxante, aula de ioga para mães e bebês, curso de shantala e muitos sorteios.

Vamos?

Dia 30/10
Horário: Abertura do evento às 14hs
              Início do show às 16hs
Centro Cultural Rio Verde
Rua Belmiro Braga, 110.
Couvert: R$ 25,00 (crianças até 6 anos não pagam)




terça-feira, 25 de outubro de 2011

Baby Bum



Desde que a Isadora estava na barriga frequento o Baby Bum. Ela tem 2,7 anos, o Baby Bum acontece duas vezes por ano...bom, faça as contas!

Neste ano não vai ser diferente. Entre os dias 27 e 30 de outubro vai rolar mais uma feira infantil e eu estarei por lá! Não é um bazar, os preços não são exatamente baixos, mas sempre acho que uma passadinha vale a pena. Dá para comprar lençóis e toalhas lindos sobre os quais já falei aqui e brinquedos, pijamas e roupinhas descoladas.

Nesta edição, serão 98 expositores espalhados pelos 2 mil metros quadrados de um galpão na Vila Nova Leopoldina, nova casa da feira. Se bater uma fome, sempre tem um café lá dentro que oferece comidinhas gostosas e, para os pequenos (porque vamos combinar que esse é um programa de adultos, né?), tem um espaço para atividades. A programação você pode conferir aqui. Ah, importante: tem local para amamentação e fraldário.

Vai lá!

Dias 27 a 30 de outubro, das 10hs às 20hs.
Av. Mofarrej, 1505.
Tel.: (11) 5041-0090



sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Quanto vale uma cançãozinha?

Mais uma dica de programa para o final de semana. Desta vez no domingo, dia 23. Neste dia, o Teatro da Vila completa 4 anos de vida. Para comemorar, várias apresentações vão acontecer ao longo do dia.

Para a criançada, às 11hs, vai ter o espetáculo Quanto vale uma cançãozinha?, com participações do Tiquequê, Barbatuques, Grupo Pererê, entre outros. A ideia do projeto é reunir vários compositores que levam para o palco a essência e circunstâncias da criação de cada canção, tocando músicas e contando histórias de um jeito bastante intimista e informal.

Ah, e se você não sabe, a história desse teatro é muito legal. Há alguns anos, o bairro se juntou para salvar uma escola estadual (Carlos Maximiliano) que estava prestes a fechar. Não só a escola não fechou, como um galpão esquecido contíguo a ela, que estava cheio de caixas de arquivo, transformou-se em um teatro cuja programação cultural é bastante rica e quase sempre gratuita (quando não, o preço é simbólico).

Vai lá!

Dia 23/10, das 10hs às 17hs.
Rua Jericó, 256.


quinta-feira, 20 de outubro de 2011

Workshop e Ops

Dica ótima de programa para este sábado!

Na Livraria da Vila do Shopping Higienópolis vai rolar o primeiro Workshop de Leitura para bebês, promovido pela editora CosacNaify em parceria com a Revista Crescer.

Na ocasião, será lançado Ops, de Marilda Castanha, um livro escrito especialmente para o público da primeira infância (zero a três anos). Além do bate-papo com a autora e a tradicional sessão de autógrafos, todos que estiverem por ali poderão participar da oficina (gratuita) com as especialistas Flávia Miranda (Escola Carlitos) e Romina Boemer (contadora de histórias).

Na oficina serão abordadas a importância e as técnicas de leitura para as crianças na primeira infância. É para levar os pequenos que o espaço será especialmente preparado para recebê-los com tapetes coloridos, livros ao alcance e muitos pufes coloridos espalhados pela livraria.

Vai lá!
Dia 22/10, às 11hs, na Livraria da Vila do Shopping Higienópolis.




quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Pindorama


Está precisando comprar um presente bacana para o filho, amigo do filho, sobrinho ou enteado? Dê uma passadinha na Pindorama, uma das lojas de brinquedos educativos mais legais da Vila. É uma loja pequenininha, ali logo na esquina da Girassol com a Purpurina, que até passaria despercebida não fosse sua vitrine divertida e colorida.

Lá dentro tem de tudo um pouco: jogos, fantasias, casinhas de boneca, fantoches, dedoches, kits de arte, instrumentos musicais, brinquedos, enfim, de todos os tipos e para todos os gostos e idades!

Corre lá!

Rua Purpurina, 242.
Tel.: (11) 3032-7871

sexta-feira, 14 de outubro de 2011

O menino que mordeu Picasso



"Leli para mim essa história?" É assim que Isadora nos convida para uma de suas atividades preferidas: a leitura. (Achamos tão bonitinho o "leli" que nem pensamos em corrigir e assim foi ficando). Desde que começou a se sentar, Isadora tem especial fascínio pelos livros. Com tantos brinquedos espalhados pelo chão, sempre se interessou por eles. Aprendeu a virar suas páginas com delicadeza desde muito cedo e trata seus companheiros literários com muito respeito: posso contar nos dedos de uma mão as vezes que rasgou um livro.

Para dar vazão a tanta paixão, temos uma biblioteca infantil considerável. Recentemente, comprei um livro que tem feito o maior sucesso por aqui: O menino que mordeu Picasso, da Cosac Naify.  Antony Penrose, o autor, é o menino que mordeu Picasso. Para além de contar essa história pitoresca (o menino, de fato, mordeu Picasso), o livro apresenta Picasso para as crianças de forma sensível, inteligente e divertida.

Para Tony, Picasso era o amigo engraçado e excêntrico do seu pai, também pintor. Revivendo essas memórias, o menino inglês nos conta muitas coisas interessantes sobre o processo criativo de um dos maiores artistas de todos os tempos. O livro é ainda recheado de fotos belíssimas tiradas pela mãe de Tony, que era fotógrafa (família artista é outra coisa, né?).

Super recomendo!

Abre parênteses. Esse post inaugura uma nova categoria de textos. De vez em quando, vou aparecer por aqui para indicar algum livro para os pequenos. Espero que vocês gostem! Fecha parênteses.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Menu Vilinha

Quer levar seu filho para fazer um programa especial e saboroso amanhã?

Vários restaurantes da Vila Madalena preparam um menu especial para as crianças se deliciarem no dia delas. Muitas comidinhas não são as opções mais saudáveis do mundo, mas abrir uma exceção vez ou outra não faz mal a ninguém, né?

Para dar água na boca:

Adelaide Café

Spaguetti com molho branco
Mini-hamburguinho com fritas e arroz
Mini-salsichinhas com molho de tomate, arroz e purê de batata
Brinde: saquinho com jujubas

Rua Aspicuelta, 202.
Tel.: (11) 3816-4790

Casa da Li Rotisserie

Saladinha de tomate
Peito de frango empanado com creme de milho
Polpetinhas com purê de batata e espinafre
Spaguettinho com molho de tomate ou molho branco
Sorvete de creme com calda de chocolate
Suco de laranja
Brinde: sorvete ou outra delícia

Rua Aspicuelta, 23.
Tel.: (11) 3871-1002

Kopenhagen Vila Madalena

As crianças que forem à loja na semana de 08 a 16 de outubro ganham desenhos para colorir e giz de cera. Além disso, a cada R$ 50,00 em compras, o cliente ganhará um kit contendo balas de brigadeiro da Kopenhagen.

Rua Purpurina, 254.
Tel.: (11) 3816-2599

Spadaccino

Penne com molho de alcachofras (ou manteiga e sálvia) com paillard de filé
Brinde: sorvete de chocolate ou creme com calda de chocolate, chantilly, farofa doce e confeitos)
No dia 12/10, as crianças serão recebidas pelos piratas, Sininho e Peter Pan. E ganharão uma espada de brinquedo.

Rua Mourato Coelho, 1267.
Tel.: (11) 3032-8605

Aproveitem!

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Tiquequê Canta Outra


Foi com um carinho especial que fomos assistir ao Tiquequê. No ano passado, o show Tu toca o quê? foi o primeiro espetáculo da vida da Isadora. Ela tinha pouco mais de 1 ano e ficamos apreeensivos: Será que ela vai gostar? Será que ela vai ficar quietinha? Será que vai ser bacana? Preocupações que, mais tarde, se mostraram tolas. Isadora ficou vidrada e assim começou sua vida nos palcos (adora!).

Neste ano, quando vimos que o grupo ia estrear outro show - Tiquequê Canta Outra - não tivemos dúvidas e lá fomos nós até o Teatro Alfa de novo (o espetáculo é em um espaço pequeno e acolhedor bastante apropriado para os pequenos). Mais uma vez, Isadora mal piscou os olhos. Eles misturam canções conhecidas da criançada com composições próprias. Com roupas coloridas, um cenário simples, mas criativo, misturas de linguagens e muito talento, eles conquistam fácil, fácil a audiência mirim (e também a materna/paterna!).

Os espetáculos juntam música, dança, teatro e contação de histórias e são inspirados em brincadeiras de roda e de rua, danças tradicionais brasileiras, parlendas, percussão corporal e contos populares. No show, o grupo ainda lança mão do uso de adereços e instrumentos inusitados, como tubos de PVC, peças de automóvel e guarda-chuvas.

Altamente recomendável!

Vai lá!

Teatro Alfa


sexta-feira, 7 de outubro de 2011

Extra! Extra!

Acaba de me chegar uma informação preciosa. A Cosac Naify, editora que o Vila para pequenos ama e super recomenda, - livros lindos e ótimos - está fazendo uma super promoção.

São 20 títulos infantis e juvenis com 25% de desconto até 12/10.

Dá para comprar pelo site.

Corre que ainda dá tempo!!!


Itaú Cultural

O blog dá mais uma fugidinha da sua área de cobertura para subir o morro e ir parar no ponto mais alto desta cidade: a Avenida Paulista.

Lá, fica o Itaú Cultural, que preparou uma programação muito bacana para comemorar o Dia das Crianças. São oficinas e shows para a criançada. Haja fôlego e tempo para fazer tanta coisa boa, né?

Programe-se:

Rumos Música Infantil: cinco shows que exploram vários gêneros musicais, teatro, poesia, dança e brincadeiras. São eventos gratuitos (ingressos distribuídos com meia hora de antecedência), nos fins de semana e no feriado do dia 12, sempre às 16hs.

08/10: Pandorga da Lua (RS)
09/10: Catibiribão (MG)
12/10: Maxixe Machine (PR)
15/10: Turma do Pé Quente (RS)
16/10: Pé no Terreiro (MA)

Oficinas: as oficinas serão ministradas pelo grupo Mawaca, Instituto Brincante e pelo grupo Barbatuques. Os bebês não ficaram de fora e também vão ganhar uma oficina coordenada pela pedagoga Luciana Feres Nagumo.

08/10 e 09/10: Oficina Mawaca - Um Canto de Lá, um Canto Daqui, das 13hs30 às 15hs (indicado para crianças de 6 a 12 anos). 20 vagas.

12/10 (2 sessões): Oficina Instituto Brincante - Brinquedos e Brincadeiras Brasileiras, das 10hs30 às 12hs e das 13hs30 às 15hs (indicado para crianças de 6 a 12 anos). 20 vagas.

15/10 e 16/10: Oficina Barbatuques - Barbatuques para Crianças, das 13hs30 às 15hs (indicado para crianças de 6 a 12 anos). 20 vagas.

29/10 (2 sessões): Oficina de Música para Bebês - Música e Movimento, das 10hs30 às 11h e das 16hs30 às 17hs. (indicado para crianças de 8 a 24 meses). 10 vagas (um acompanhante por criança).

Inscrições a partir de 03/10, das 10hs às 18hs, no telefone: (11) 2168-1876.

Divirtam-se!









quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Aprendiz de Maestro

Abre parênteses. Este blog ficava em outro domínio. Recentemente o importei para o Blogger. Acabo de descobrir que nesse movimento um post ficou de fora. Ele é datado, mas a dica é boa e vale compartilhar aqui. Fecha parênteses.

17 de agosto de 2011

Aprendiz de Maestro

Este post inaugura uma nova categoria de textos. Coisa legal para se fazer tem na cidade inteira, né? Pois bem, também vou me dar o direito de falar aqui sobre coisas, lugares, programas que não ficam fisicamente na Vila Madalena por uma mera brincadeira do destino. Ou seja, tudo aquilo que tenha o espírito, o ethos da Vila Madalena, mas fica em outro bairro. E que, sobretudo, seja bacana e mereça ser compartilhado.

Todo esse blá, blá, blá para contar que no sábado passado a família toda foi ao Aprendiz de Maestro. Fomos porque uma amiga tinha os ingressos e não poderia ir. E adoramos. Uma personagem, a Operilda, ensina música às crianças de um jeito divertido e lúdico por meio do teatro e da orquestra. Cecília, para os seus 6 meses, ficou entretida e se comportou muitíssimo bem. Isadora estava com sono, então, oscilou entre a atenção e a distração.

No sábado que fomos o tema era "Que graça tem a música?". Os instrumentos se transformaram em muitas coisas: mosquito, urso e galinha. O clima é leve, as crianças correm pelos corredores. Os concertos acontecem na linda Sala São Paulo, no centro da cidade, o que por si só, já é um programa bem legal.

Para ir, tem que fazer asinatura. Quase todo mês tem concerto (é sempre aos sábados, às 11hs). Acho que neste ano não dá mais para assinar, mas fiquem atentos para não perderem no ano que vem.

Recomendo!

Mais informações:

Tel.: (11) 2344-1050




quarta-feira, 5 de outubro de 2011

Palavra Cantada

Não sei na casa de vocês, mas por aqui o Palavra Cantada faz o maior sucesso!

Por isso, adorei saber que o grupo vai fazer um show gratuito no Parque do Ibirapuera no Dia das Crianças.

Programe-se:

Show Brincadeiras Musicais
Data: 12/10
Horário: 10 horas
Local: Plateia externa do Auditório do Ibirapuera
Gratuito
Duração: 40 minutos
Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, s/nº - Portão 2
Informações: info@iai.org.br/tels.: (11) 3629-1014 (Marina) ou (11) 3629-1075 (Sarah)

Nos vemos lá!

terça-feira, 4 de outubro de 2011

Dia das Crianças

Tá sem saber o que dar para seu filhote no Dia das Crianças?

Dá uma olhada aqui. O Circuito Vilinha resolveu dar uma mão para mães e pais perdidos e fez um Guia da Compras com dicas bem bacanas de algumas das lojas da Vila Madalena.

Conheço a maioria delas e assino embaixo. Certamente você encontrará algo que agrade (aos pais e filhos)!

sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Outubro Doce

O Circuito Vilinha promove neste ano a segunda edição do Outubro Doce. São várias oficinas e ofertas espalhadas pelas lojas que fazem parte do Circuito.

Olha só a programação:

Ateliê Colorir
Oficina de Artes
"Outubro Doce, mas você pode deixá-lo ainda mais gostoso. Venha criar seu Lollipop".
08/10, das 10hs às 12hs - Coordenação: Daniela (Kinderplay)
Rua Isabel de Castela, 113, tel.: (11) 3031-9971

Bebê Básico
12/10: Visita de um palhaço à loja e mesa de doces com tema de circo.
Rua Aspicuelta, 283, tel.: (11) 3031-0390

Fabrica - Ideias para Crianças
1/10: Pintura em tela com Nataly, das 15hs30 às 17hs30.
8/10: Cofrinho em E.V.A. com Val Valente, das 15hs30 às 17hs30.
12/10: Contação de histórias com Jane Fucs, das 15hs30 às 17hs30.
15/10: Decoração em bolacha com Val Andrade, das 15hs30 às 17hs30.
22/10: Móbile do Tsuru com Daniela Argondizo, das 15hs 30 às 17hs30.
29/10: Decoração em bolacha com Daniela Argondizo, das 15hs30 às 17hs30.
Rua Aspicuelta, 135, tel.: (11) 3034-3044

Kalambola Kids
01/10: Oficina de bonecas de pano, com vagas limitadas, das 11hs às 13hs com a Preta Pretinha.
01/10 e 08/10: Mesa de doces com tema de Halloween e distribuição de sacolinhas de doces, das 10hs às 18hs.
Rua Wisard, 287, tel.: (11) 3097-9887

OzaBoza
01/10: Oficina de bonecos de pano, das 14hs às 16hs.
08/10: Oficina de decoração de bolsinha ou mochila de feltro, das 11hs às 14hs.
Rua Mourato Coelho, 1364, te.: (11) 3812-2546

Panacéia
12/10: Fios e Tramas - Oficina de instalações e tecelagem, das 10hs às 13hs - Coordenação: Clarissa Neder.
Idade mínima: 6 anos
R$ 70,00 (lanche e material incluídos)
Inscrições: panaceia@atelierpanaceia.com.br
Rua Delfina, 91, tel.: (11) 3814-0234

Leve seu filho e aproveite!

quinta-feira, 29 de setembro de 2011

O primeiro corte a gente nunca esquece

Assim como seu cabelo enroladinho e cheio de cachinhos, enrolamos, nós - mãe e pai -, 2,6 anos para cortar o cabelo da Isadora. Até que olhei para ele esta semana e decidi que havia chegado a hora. Ela já toda menininha e o cabelo sem corte e sem forma.

Autorização paterna dada, lá fomos nós rumo ao primeiro corte de cabelo. Não sabia bem onde ir e lembrei que no Shopping Villa-Lobos tinha um salão infantil para o qual sempre olhei com enorme desprezo e desdém já que via meninas sendo transformadas em peruas-mirins lá dentro (é o tipo de lugar onde é possível fazer festas de aniversário, sacaram?). Mas tive indicação de que cortavam bem e decidi experimentar.

Chegamos sem marcar hora  e fomos logo atendidas (ponto para eles já que eu estava não com uma, mas com duas menininhas a tiracolo). A cabeleireira perguntou o que eu queria e cortou o cabelo da Isadora rápida e objetivamente.

Preço: 54 reais. Achei ok, não achei super baratinho, mas também não é nenhum assalto. (Ah, mas você deve estar pensando: por que não cortar o cabelo da sua filha? Tão fácil! Tão rápido! Tão indolor! Porque minha habilidade manual é nula e sigo um mandamento: nunca encostarás no cabelo das suas filhas).

Aviso de utilidade pública: mãe descolada, favor abstrair o estímulo à peruice e as milhares de televisões espalhadas (Isadora nem deu bola para o desenho enquanto cortava o cabelo. Ficou super concentrada no que a moça pedia - olhe para baixo, olhe para o lado!), combinado?

Vai lá:

quarta-feira, 28 de setembro de 2011

sábado, 24 de setembro de 2011

Jogo rápido

Dica ótima, mas tem que correr!

Está rolando neste final de semana na  Livraria da Vila a XVI Promoção do Livro Infanto-Juvenil.

25% de desconto em todo o acervo nos dias 24 e 25 de setembro.

Corre lá!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Parque Villa-Lobos


O Outono está indo embora. Dia 23 começa a Primavera (eba!). Para comemorar, achei que estava na hora de escrever o primeiro de muitos posts sobre o Parque Villa Lobos. Por quê, né? Vamos falar a verdade: a Zona Oeste tem seu parque. Insistimos frequentemente em pegar o carro, enfrentar o trânsito e as multidões para dar uma banda no Ibirapuera porque muitas vezes vivemos em negação e esquecemos do Villa Lobos. Então, abracemos nosso parque sem medo de sermos felizes.

Quer dizer, só com um pouco de inveja talvez... e invejinha branca!



O Villa Lobos fica aqui do ladinho. De carro, são 10 minutos. Daria até para ir de bicicleta se eu fosse mais ousada e, mais importante, tivesse uma. O parque é simpático e tudo: são 732 mil m2, tem ciclovia, quadras, campos de futebol, playground e bosque com espécies nativas da Mata Atlântica. Tem até uma charmosa "Ouvillas", um espaço bacana onde as pessoas podem relaxar ao som de Heitor Villa-Lobos. E uma reprodução em grande escala de uma casa de joão de barro logo na entrada que a Isadora adora (ok, reconheço, rima infame...). Entra e sai, entra e sai, entra e sai, quase infinitamente.

E é cenário também, não poderia deixar de mencionar, de um projeto muito simpático chamado Livro de Rua. Funciona assim: em todo último domingo de cada mês são espalhados vários livros no parque. Os visitantes podem pegar, lê-los ali mesmo ou levar para casa se quiserem. A ideia é fazer os livros circularem.

Mas, não sei, tem alguma coisa no parque que ainda não pegou. Acho o espaço meio árido. Talvez as árvores ainda novas sejam a questão. Muito sol e pouca sombra em alguns lugares, diferente do Ibirapuera, um parque já maduro. Outro problema é a baixa oferta de serviços: desde comida (podia ter muitas lanchonetes, quiosques vários) ao aluguel de bicicletas - a fila é imensa!

Enfim, há muito o que melhorar, mas ter um parque perto de casa nessa cidade tão carente de verde é, sem dúvida, um privilégio!

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

Lá da Venda


Embora de forma tímida, o calor finalmente e felizmente começa a voltar. Nesses dias, nada mais gostoso do que fazer um programinha a pé pela Vila. Andar pelas ruas, ficar a par das novidades, olhar as vitrines e, claro, parar num lugar gostoso para tomar um lanche. O charmoso Lá da Venda é uma ótima dica.

Além de ter muitas coisas lindinhas para a casa, tem uma comidinha gostosa. Sorvetes, bolos, pães. Tudo com aquele jeito e cheirinho de comida caseira que abrem o apetite quase que instantaneamente. Lá atrás tem um lugar gostoso de ficar comendo e jogando papo fora enquanto as crianças exploram e apreciam o jardim vertical que foi feito em uma das paredes. Diversão garantida para grandes e pequenos!

Vai lá!

Rua Harmonia, 161
Tel: 3037-7702

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Enfeites originais



Quando a Isadora estava prestes a nascer fui correr atrás de um enfeite de maternidade (que mais tarde virou enfeite da porta do quarto dela). Sabia muito bem o que não queria: não queria cegonhas, não queria árvores genealógicas, não queria fotos, enfim, não queria nada muito senso-comum (nada contra os supra-citados enfeites!!, só não os queria para mim). Buscava alguma coisa diferente, original e, sobretudo, linda.

Eis que estava na Panacéia, loja muito legal aqui do bairro onde comprei parte do enxoval das meninas (e sobre a qual já falei aqui), quando me deparei com o trabalho de Ana Moraes. Pensei: achei! É isso o que eu queria. Foi amor à primeira vista. Mais de dois longos anos depois, não me canso de ver seu trabalho pendurado na minha casa. Gosto tanto que não tive dúvidas quando veio a Cecília. Fui atrás de outro enfeite dela, que combinasse com o anterior.

São ou não são lindos?


segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Vila para pequenos no VilaMundo

Olhem que bacana! O blog ganhou matéria no VilaMundo:

“Vila para pequenos" sob cuidados maternos

Gustavo Angimahtz

Ser mãe é padecer no paraíso. E por que não um paraíso virtual? É assim que Lia Vasconcelos, autora do blog Vila Para Pequenos, pretende alocar todas as mamães que buscam dicas, soluções, passeios e novas descobertas pela zona oeste de São Paulo, principalmente a Vila Madalena, seu “bairro natal”.

Lia é jornalista e passou a vida fazendo comunicação corporativa, mas desde que ficou grávida, há cerca de três anos, seus conceitos começaram a mudar. A curiosidade para buscar e trocar informações na internet para a chegada de Isadora, que hoje tem 2 anos e meio, e mais tarde Cecília, que atualmente tem 7 meses de vida, a fez descobrir todo um mundo virtual para as mães mais conectadas do planeta.

E foi navegando na rede que Lia descobriu dois blogs que chamaram muito sua atenção, o NY With Kids e o Buenos Aires para Niños, ambos atualizados por brasileiras que vivem nestas cidades grandes. O primeiro é mantido por Paula Dualibi, que vive em Nova Iorque, Estados Unidos, e fala sobre dicas para se divertir com crianças na maior cidade da terra do Tio Sam. O segundo, da também jornalista Nanda Paraguassu, tem o mesmo propósito e foca na capital portenha e em nossos “hermanos”.

“Depois que nasceram, eu mergulhei nesse universo e comecei a ler muitos blogs  – é um negócio imenso o número de blogs de mães que existem por aí. As crianças vão crescendo  e têm muitos dilemas e dúvidas. É bom ler a experiência dos outros”, explica Lia, que foi sendo cativada pelo tema conforme crescia sua barriga.

A eclosão do blog, no entanto, aconteceu somente em junho de 2011, após o nascimento da segunda filha. “Outra pessoa tinha acabado de ter a mesma ideia (o blog “Sampa Para Crianças”) pouquíssimo tempo antes. Então pensei em não fazer um blog igual ao que já existe, mas falar sobre o que a região da Vila Madalena expandida poderia oferecer”, justifica a autora do blog, que nasceu e foi criada na Vila Madalena. “A Vila é por onde eu circulo e estão minhas referências, então faz sentido falar sobre o que eu conheço”, completa.

Ao final da conversa do VilaMundo com Lia Vasconcelos, foi impossível resistir e perguntamos se nosso site também servia como referência para suas dicas. “O VilaMundo é sempre uma ótima fonte de informação”, retrucou Lia.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Biblioteca na Vila




Olha que ideia bacana!

A iniciativa de incentivo à leitura partiu da Revista Pais e Filhos. O Circuito Vilinha apoiou. E o Vila para pequenos adorou!

É o projeto "Leia + para seu filho". A revista conversou com vários especialistas, que indicaram livros para e sobre as crianças. O resultado é uma lista com mais de 500 indicações. Neste começo, entretanto, o projeto está trabalhando com duas listas de 25 obras cada.

É simples. Funciona assim:

A biblioteca itinerante da Vila é composta por 10 livros doados pela Revista que ficam em cada uma das 10 lojas que fazem parte do Circuito Vilinha. Para participar, basta doar 2 livros infantis em bom estado em qualquer uma dessas lojas e levar um para casa.

Vamos ajudar?





quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Villa-Lobos das crianças

O Tuca tem se mostrado um ótimo programa. Lá vimos o Tum Pá, o primeiro espetáculo infantil dos fantásticos Barbatuques. E no último final de semana assistimos no mesmo teatro ao Villa-Lobos das Crianças. Fomos num sábado chuvoso e quando chegamos lá, a surpresa: a região toda estava sem luz. Como o saguão do teatro é grande e bastante iluminado, o grupo decidiu fazer ali mesmo a apresentação. Quem não quis ficar, teve a opção de trocar seus ingressos para outro dia. Nós ficamos.

Por um lado, foi bem bacana porque as crianças ficaram bem pertinho dos cantores/atores. Por outro, perdeu-se boa parte dos elementos cênicos. O que, no final, pouco importou porque, apesar de as crianças terem ficado mais dispersas por não estarem dentro do teatro, o grupo conseguiu prender a atenção cantando cantigas bastante conhecidas como Ó ciranda, ó cirandinha, Terezinha de Jesus, O cravo brigou com a rosa, Sambalelê, Sapo Cururu, Nesta rua tem um bosque, Pirulito, Os escravos de Jó e A canoa virou.

Fazem parte do espetáculo ainda canções menos conhecidas como Vamos ver a mulatinha, Vamos maninha, Garibaldi foi à missa e a A moda das tais anquinhas. O Trenzinho caipira, Rosa amarela e trechos de choros e das Bachianas também foram apresentadas. Todo o repertório foi recolhido do folclore brasileiro por Villa-Lobos. Em algumas cantigas, ele compôs uma pequena introdução, em outras, um "lado B".

Vai lá, que vale a pena!

Temporada: até dia 9 de outubro

Rua Monte Alegre, 1024

Central de vendas: (11) 4003-1212

terça-feira, 30 de agosto de 2011

Cama, mesa e banho

Essa dica não está circunscrita à Vila Madalena, mas eu precisava compartilhar!

Eu não sou louca por sapatos e bolsas. Eu sou louca por toalhas e lençóis. Essa loucura vale para as minhas filhas também. Elas têm um enxoval considerável porque simplesmente não me contenho.

Para quem, como eu, tem uma queda especial por artigos de cama, mesa e banho, super recomendo a compra dos produtos da Raquel Almeida Prado. Em primeiro lugar, são de altíssima qualidade. Em segundo lugar, são lindos. Tão lindos que fico perdidinha sem saber o que comprar.

Geralmente compro na Baby Bum, feira infantil que acontece duas vezes por ano e que frequento desde que a Isadora estava na barriga, mas também dá para encomendar pelo site.

Não perca tempo, corre lá!

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Praças


São Paulo não é exatamente conhecida por ser uma cidade verde. Longe disso. E quem tem filhos sabe como uma boa pracinha é um programa quebra-galho super bacana. Quem é paulistano e mora perto de praças bem cuidadas (coisa rara!) é privilegiado, sem dúvida.

A gente frequenta 3 pracinhas com as meninas: a Praça Vicentina de Carvalho (foto), a Praça das Corujas e a Praça do Pôr do Sol. Todas essas têm uma enorme vantagem sobre todas as outras: consigo, apesar das calçadas, ir de carrinho. Claro que tem outras ótimas praças pela região, mas se tem que pegar carro já desanimo um pouco. E quem é paulistano sabe que a gente faz tudo para fugir do trânsito.

A Praça das Corujas é a mais perto de casa e foi reformada há pouco tempo. Ficou muito legal. Fizeram obras não só para melhorar a circulação e atualizar o parquinho, mas também para evitar futuras enchentes do córrego que passa logo ali embaixo.

A Praça do Pôr do Sol é, sem dúvida, a mais bonita por causa da vista. Se o dia estiver bonito, o cair da tarde lá é imbatível, mas a verdade é que eu não acho a praça mais apropriada para crianças, apesar de ter brinquedos em razoável estado de conservação no parquinho. Não é muito bem cuidada no geral (muito lixo) e tem muito sobe e desce, o que é um pouco aflitivo.

A minha preferida é a Vicentina de Carvalho. Comecei a frequentar quando a Isadora tinha 6 meses e não parei mais. O parquinho não é dos mais equipados, às vezes a praça fica um matagal só (aí, só resta parar de ir até a prefeitura resolver aparar a grama), mas é a mais gostosa. É gostosa porque fica numa área só de casas, bastante calma e silenciosa. Um oásis no meio da barulheira nossa de todo dia.

Quando a Isadora ainda não andava, eu aproveitava para ficar dando voltas enquanto a pequena dormia. Era um programa legal para ela e para mim que precisava perder o peso extra da gravidez. Depois que ela passou a andar, comecei a ir no parquinho. Tenho um carinho especial por essa praça: foi nela que a Isadora fez seus primeiros amigos. É, porque a praça, além de ser um programa bacana em si, é também um importante espaço de socialização para as crianças. Das 3, é a mais frequentada pelos pequenos. Daqui a pouco a Cecília que vai começar a ir. E ainda sonho com o dia que será possível fazer o aniversário das meninas em uma delas!

E você, tem uma pracinha "preferida do mundo", como diz a Isadora?

Ah, importante: se você, como eu, acha as praças paulistanas bastante mal-conservadas de maneira geral, e quer ajudar junte-se ao Movimento Boa Praça!



domingo, 28 de agosto de 2011

Instituto Tomie Ohtake

Eis que aproveitamos o calor e o sol no fim da tarde de sexta-feira para dar uma voltinha pelo bairro e resolvemos ir com as meninas no Instituto Tomie Ohtake. O prédio é meio estranho, parece que tem uma carambola suspensa, mas o fato é que lá dentro encontramos boas surpresas.

É um complexo empresarial com prédios de escritórios, centro de convenção, mas o que importa é que sempre tem uma exposição bacana para ir. E o mais legal - e quem tem filho sabe como é isso é importante - é que são exposições pequenas, então, a criançada encara o programa na maior tranquilidade, sem perder a paciência e a elegância.

Fomos ver o “Retorno do desejo proibido”, da Louise Bourgeois, artista plástica francesa conhecida por essas bandas por sua escultura Maman, uma aranha enorme que fica em exposição na marquise do Parque do Ibirapuera, no MAM de São Paulo.

Seja qual for o artista exposto, entretanto, uma ida ao Instituto vale a pena. Tem espaço para as crianças correrem, tem umas lojinhas bacanas e se a fome apertar é só ir no Santinho, restaurante ótimo que fica lá dentro mesmo (mas só funciona nos almoços). Ou se a ideia é fazer um lanchinho basta dar uma volta nas redondezas, a pé mesmo, que dá para encontrar lugares bem gostosos.

Saldo do passeio: Isadora aprendeu uma nova palavra - escultura!

Ah, importante: as exposições são todas gratuitas. (Pelo menos todas a que fui até hoje!).

Vai lá:

Instituto Tomie Ohtake
Av. Faria Lima, 201.
(Entrada pela R. Coropés) Tel.: (11) 2245-1900